NOVA YORK (Reuters) - As principais bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta quarta-feira, à medida que previsões mais fracas de lucro da Kraft Foods destacaram que os consumidores estão economizando nos gastos básicos. Além disso, os investidores mostraram-se preocupados com a possibilidade de que os esforços do governo para recuperar os bancos acabem diminuindo o peso dos acionistas.

Um anúncio mostrando que o setor de serviços do país caiu menos que o esperado em janeiro ofuscou os prejuízos do setor tecnológico, ajudando o índice Nasdaq a fechar praticamente estável.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 1,51 por cento, para 7.956 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq teve variação negativa de 0,08 por cento, para 1.515 pontos. O índice Standard & Poor's 500 registrou desvalorização de 0,75 por cento, para 832 pontos.

As ações da Kraft, a maior empresa alimentícia da América do Norte, despencaram mais de 9 por cento e foram as principais responsáveis pela baixa do Dow Jones, seguidas pelas do Walt Disney, que caíram quase 8 por cento um dia depois do anúncio de lucros menores no trimestre.

Os papéis da Costco Wholesale Corp desvalorizam-se quase 7 por cento após a companhia divulgar que os ganhos trimestrais podem não alcançar as previsões de Wall Street.

"O gasto dos consumidores é a maior parte da economia", lembrou Anthony Conroy, chefe de operações do BNY ConvergEx, em Nova York. "Quando os consumidores param de gastar, a economia sofre uma parada."

A preocupação sobre a possibilidade da deterioração dos lucros corporativos e as incertezas a respeito do setor bancário são as maiores dificuldades na tentativa dos mercados de se recuperarem das maiores baixas em onze anos, registradas em 21 de novembro passado.

O índice S&P 500 valorizou-se 4 por cento desde aquela baixa, mas acumula perdas de cerca de 8 por cento desde o começo de 2009.

(Reportagem de Ellis Mnyandu)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.