Frankfurt (Alemanha), 19 ago (EFE).- As reservas em moeda estrangeira no Eurossistema subiram para 170 bilhões de euros, após aumentar em 4,3 bilhões de euros na semana que terminou em 15 de agosto.

O Banco Central Europeu (BCE) informou hoje que esta variação aconteceu como conseqüência das operações de pasta e por conta de clientes e das de injeção de liquidez em dólares.

Na quinta-feira passada, venceu uma operação de injeção de liquidez em dólares no valor de US$ 25 bilhões, e foi liquidada outra nova de US$ 20 bilhões com vencimento a 28 dias.

No mesmo dia, se liquidou uma operação adicional de injeção de liquidez em dólares no valor de US$ 10 bilhões com vencimento a 84 dias.

O Eurossistema realizou estas operações em relação com o acordo de divisas recíproco de caráter temporário (linha de swap) entre o BCE e o Federal Reserve (Fed, banco central americano).

A posse de valores negociáveis emitidos em euros por residentes da zona do euro caíram em 600 milhões de euros, para 110 bilhões de euros.

Ao mesmo tempo, o número de dinheiro em circulação caiu em 200 milhões de euros, para 690,2 bilhões de euros.

As reservas de ouro diminuíram em 24 milhões de euros, "devido à venda desse metal feita por um banco central do Eurossistema e à venda líquida de moedas de ouro realizada por outro banco".

Os depósitos de administrações públicas diminuíram em 6 bilhões de euros, para 50,8 bilhões de euros.

Sobre as operações de política monetária do BCE, o volume de empréstimo líquido concedido pelo Eurossistema a entidades de crédito aumentou em 16,1 bilhões de euros, para 476 bilhões de euros. EFE aia/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.