SÃO PAULO - As reservas internacionais do Brasil caíram abaixo da marca de US$ 200 bilhões na última sexta-feira, pela primeira vez desde o final de junho do ano passado. Desde o início do agravamento da crise financeira, em meados de setembro, o Banco Central (BC) já vendeu US$ 14,2 bilhões no mercado à vista, segundo informou hoje o presidente da instituição, Henrique Meirelles.

De acordo com dados divulgados hoje pelo BC, as reservas estavam em US$ 199,932 bilhões no último dia 6, considerando o conceito de liquidez internacional. Essa posição não é de caixa, porque a autoridade monetária repassou parte deste dinheiro ao mercado em leilões de venda de dólares com compromisso de recompra.

As reservas atingiram seu ponto mais alto até agora no dia 6 de outubro, quando somaram US$ 209,386 bilhões. A diferença entre este pico e a posição atual não coincide com os US$ 14,2 bilhões vendidos no mercado porque o saldo varia também com o rendimento das aplicações, além de eventuais captações e resgates de títulos.

(Valor Online)|

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.