sociais no país - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Argentina diz que crise terá conseqüências sociais no país

Buenos Aires, 8 out (EFE).- A presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, reconheceu hoje que a crise financeira internacional seguramente terá seqüelas econômicas e sociais que seu Governo deverá tratar.

EFE |

Do total de 142 mil operações de custeio da agricultura familiar do BB, 106 mil (74%) dos produtores já aderiram à renegociação. Na semana passada, o governo ampliou de 30 de setembro para 14 de novembro o prazo para adesão ao processo de renegociação das dívidas rurais.

No caso da dívida de investimento dos agricultores familiares, do total de 370 mil contratos, 210 mil já manifestaram ao BB interesse na renegociação, o que significa 56% do total. No Banco do Nordeste, dos 470 mil contratos que podem ser renegociados, somando custeio e investimento, 18,5% (87 mil) dos contratos já aderiram ao processo de renegociação. No Banco da Amazônia, a adesão é de 30,5%, o que representa 5,5 mil contratos de um total de 18 mil operações, incluindo custeio e investimento.

O diretor de Financiamento e Proteção da Produção da Secretaria de Agricultura Familiar do ministério, João Luiz Guadagnin, avaliou que a ampliação do prazo de adesão permite que cerca de 536 mil agricultores familiares e assentados da reforma agrária compareçam aos agentes financeiros e assinem o termo de adesão.

O diretor explicou que é muito simples para o agricultor aderir à renegociação: basta fazer uma solicitação simples, com nome completo, número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e no termo dizer que está aderindo à renegociação de dívidas rurais da lei. "Com essa adesão, o agricultor poderá ter novas oportunidades de financiamentos rurais como o do Pronaf, ou seja, vai estar apto a tomar novos créditos para dar continuidade ao seu trabalho na propriedade. Além disso, poderá obter novos crédito no comércio em geral", disse.

Após o prazo de adesão, os bancos farão análise do caso de cada agricultor para que, até 31 de dezembro, seja informado sobre a situação de sua dívida e possa optar pelo pagamento integral da dívida ou pela renegociação, ou seja, alongar o prazo de pagamento. Os agricultores familiares que optarem por liquidar suas dívidas terão descontos que podem chegar a 90%.

"Aqueles que não aderirem perderão essa oportunidade. Além disso, caso o agricultor familiar beneficiário dessa medida de renegociação não se manifeste até 14 de novembro, poderá ficar impedido de efetuar transações financeiras, como manter conta em banco e tomar empréstimos. Em alguns casos, o nome desse agricultor poderá ser inscrito na Dívida Ativa da União", lembrou.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG