SÃO PAULO - O rendimento médio real habitualmente recebido pelos trabalhadores correspondeu a R$ 1.373,50 em janeiro, ou 1,1% acima do montante de dezembro de 2009 (R$ 1.

359,17), de acordo com os dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ante janeiro de 2009, no entanto, houve queda, de 0,4%.

Na passagem do mês final do ano passado para o início de 2010, os trabalhadores com carteira assinada no setor privado verificaram estabilidade no rendimento, que ficou em R$ 1.301,90. A renda dos empregados sem carteira de trabalho assinada no setor privado encolheu 0,2%, para R$ 925,80. Os trabalhadores por conta própria tiveram ajuste de 2,3% na renda, que passou para R$ 1.166,30. Militares e funcionários públicos acabaram com o rendimento médio 0,3% mais enxuto, que equivaleu a R$ 2.420,30.

Na comparação com janeiro de 2009, o rendimento dos trabalhadores com carteira assinada diminuiu 1,1%. Os trabalhadores sem carteira ficaram com a renda 3,5% mais elevada e aqueles por conta própria tiveram acréscimo de 2,2%. Os militares e servidores públicos tiveram renda 0,3% maior.

(Juliana Cardoso | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.