Tamanho do texto

Tóquio, 6 abr (EFE).- O grupo automobilístico Renault-Nissan fechou um acordo com o alemão Daimler para estabelecer uma aliança que será formalizada com a aquisição cruzada de 3% de ações, segundo o jornal japonês "Nikkei".

Tóquio, 6 abr (EFE).- O grupo automobilístico Renault-Nissan fechou um acordo com o alemão Daimler para estabelecer uma aliança que será formalizada com a aquisição cruzada de 3% de ações, segundo o jornal japonês "Nikkei". O jornal econômico informou que o anúncio oficial do acordo será realizado nesta quarta-feira, em Bruxelas, em entrevista coletiva conjunta do presidente da Renault-Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn, e o da Daimler, Dieter Zetsche. Tanto a Renault quanto a Nissan comprarão cada uma 3% da Daimler, enquanto a companhia alemã vai comprar uma participação da mesma porcentagem em cada uma das outras companhias. Atualmente, a Renault tem 44,3% da Nissan, enquanto a japonesa tem 15% da francesa. Em 2009, as três companhias, juntas, venderam um total de 7,22 milhões de veículos, atrás da aliança Volkswagen-Suzuki (8,6 milhões) e da japonesa Toyota, a maior vendedora isolada, com 7,81 milhões. A aliança entre o grupo franco-japonês e o alemão tem a intenção de ser a base para compartilhar tecnologias e plataformas de produção com o objetivo de diminuir custos. A Nissan está interessada nos motores diesel e de alta cilindrada da Daimler, enquanto a companhia alemã quer ter acesso à tecnologia para carros elétricos do fabricante japonês. As três companhias pretendem aumentar o desenvolvimento de tecnologias ecológicas para fabricar veículos rentáveis de baixas emissões. Além disso, a Daimler espera dar novo impulso às vendas do Smart graças ao acordo, que permitiria compartilhar componentes e baratear custos. EFE jmr/fm
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.