Buenos Aires, 04 - Depois de seis anos seguidos de alta nos preços de terras agrícolas na Argentina, este setor deve registrar queda entre 10% e 15% no próximo ano, segundo matéria publicada hoje no jornal La Nación . Um hectare das melhores terras agrícolas, no norte da província de Buenos Aires, subiu de US$ 3 mil em 2002 para US$ 12 mil em setembro passado, acompanhando o ritmo de alta das commodities, segundo a matéria.

Entretanto, agora que a "bolha" das commodities explodiu e a demanda global deve recuar, os agricultores reclamam que os custos devem se igualar a receita neste ano. Com a saída dos investidores, o valor do arrendamento da terra também está em queda. Neste caso, a queda chegou a 20%.

Os agricultores que postergaram os acordos de arrendamento agora são forçados a fechar acordos a preços bem mais baixos que os praticados alguns meses atrás, de acordo com o informativo agrícola Infocampo. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.