A fusão entre United e Continental Airlines não altera o relacionamento de ambas as companhias com a Embraer. "O ERJ-170 é um avião excelente para as nossas necessidades na aviação regional.

A fusão entre United e Continental Airlines não altera o relacionamento de ambas as companhias com a Embraer. "O ERJ-170 é um avião excelente para as nossas necessidades na aviação regional. Vamos continuar a ser clientes da Embraer", afirmou ontem o presidente da United Airlines, Glenn Tilton, ao participar da cerimônia de ingresso da TAM na Star Alliance. A Continental também usa modelos da Embraer (jatos ERJ-135 e 145). Também presente à cerimônia de formalização da entrada da TAM na Star Alliance, o presidente da Continental, Jeff Smisek, afirmou que a fusão entre as duas companhias não traz sobreposições de voos no Brasil. "Sempre equalizamos nossos voos conforme a demanda. De qualquer forma, estamos animados com as perspectivas abertas no mercado brasileiro. E, com a TAM na aliança, podemos combinar frotas e integrar hubs", disse. Questionado sobre um eventual interesse em participar do capital de alguma aérea brasileira, o executivo disse que o grupo norte-americano agora está totalmente focado na integração de suas operações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.