SÃO PAULO - A rejeição da Câmara dos Estados Unidos ao plano para socorrer o sistema financeiro não é o fim do processo legislativo, declarou o presidente americano George W. Bush em breve pronunciamento há pouco.

"O Congresso precisa agir", declarou.

Ontem, o pacote de salvamento proposto pelo Tesouro dos EUA foi recusado na Câmara dos Representantes do país por 228 votos contra 205. Eram necessários 218 votos para aprovar o plano.

Bush disse ter conhecimento que a votação do programa é difícil, mas ressaltou que o projeto é urgente. "As conseqüências da inação serão piores a cada dia", observou.

Ele notou que os Estados Unidos precisam desse projeto de resgate em um "momento crítico" para a economia, emendando que os estragos serão "dolorosos e duradouros" sem o socorro.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.