Tamanho do texto

Londres - O Reino Unido enfrenta um sério risco de recessão em poucos meses, devido à crise creditícia e ao aumento da inflação, informou um relatório divulgado hoje pela Câmara Britânica de Comércio (BCC, na sigla em inglês).

As empresas de serviços registraram uma "alarmante" queda de sua atividade no segundo trimestre do ano, segundo uma pesquisa feita pela BCC com cinco mil firmas do país.

Se esta tendência continuar, a Câmara de Comércio, que representa pequenas e médias empresas, adverte que o Reino Unido pode entrar em breve em recessão.

O assessor econômico do BCC, David Kern, assinalou que a pesquisa evidencia a deterioração da situação econômica.

"Estamos enfrentando agora um sério risco de que haja uma recessão. A perspectiva é sombria e acreditamos que o período de correção pode ser mais longo e mais sério do que o esperado", disse.

Além disso, o diretor-geral do BCC, David Frost, advertiu para as conseqüências de um aumento dos impostos para melhorar a receita no setor público.

"A tentação para o governo será a de aumentar os impostos das empresas, porque o erário está ficando sem dinheiro. Isto seria catastrófico", afirmou.