Londres, 10 out (EFE).- O Governo britânico congelou todos os ativos do banco islandês Landsbanki no Reino Unido, depois de ele ter sido nacionalizado e declarado insolvente, informa hoje a imprensa local.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, já tinha anunciado recentemente que tomaria "medidas legais contra as autoridades islandesas para recuperar o dinheiro perdido" pelos britânicos que depositaram suas economias em filiais de bancos islandeses no Reino Unido.

Além disso, Brown criticou duramente ontem à noite a recusa da Islândia de garantir os depósitos dos investidores do Reino Unido.

Após a nacionalização do Landsbanki na terça-feira passada, cerca de 300 mil clientes britânicos do IceSave, subsidiária dessa instituição islandesa, foram impedidos de ter acesso a seus depósitos.

O Governo britânico garantiu na quarta-feira que todos os clientes particulares das filiais britânicas dos bancos islandeses Kaupthing e Landsbanki receberiam suas economias.

No entanto, cerca de 90 Administrações locais e outras várias públicas do Reino Unido têm depositados aproximadamente 717 milhões de libras (910 milhões de euros) nos bancos islandeses.

Segundo fontes oficiais, funcionários do Tesouro britânico viajam hoje a Reykjavík para analisar com as autoridades islandesas a crise bancária e seus efeitos.

As Administrações locais do Reino Unido pediram que o ministro da Economia, Alistair Darling, ofereça a seus depósitos nos bancos islandeses nacionalizados as mesmas garantias que anunciou na quarta-feira para os investidores particulares.

Darling indicou que o Governo não pode garantir as economias das Administrações locais, porque em seu caso se trata de "investidores informados".

O chefe do Governo islandês, Geir Haarde, criticou o Reino Unido por recorrer a "medidas antiterroristas" para congelar os ativos.

EFE vg/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.