Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Reid pede ajuda de Bush e os republicanos em iniciativa de alívio automotivo

Washington, 12 nov (EFE).- O líder da maioria democrata do Senado dos Estados Unidos, Harry Reid, pediu hoje que o presidente americano, George W.

EFE |

Bush, e seus companheiros republicanos no Congresso ajudem a impulsionar uma medida de alívio para a indústria automotiva.

Reid disse, em comunicado, que na curta sessão pós-eleitoral que o Congresso realizará na próxima semana, os democratas "estão comprometidos a fazer tudo o possível para ajudar a indústria automotiva".

Em particular, será estudado um projeto de lei que "salvaria os empregos de milhões de trabalhadores", porque, diante da crise no setor automotivo, "é o mínimo que merecem".

Consciente de que a oposição democrata tem uma ínfima maioria no Senado que assume em janeiro de 2009, Reid enfatizou que a aprovação da medida requer um esforço de ambos os partidos.

"A única maneira de conseguir aprovar este projeto de lei é se o presidente Bush e os senadores republicanos trabalharem conosco de maneira bipartidária. Confio em que eles terão o bem-estar do país e a saúde de nossa economia em mente", especificou Reid.

O líder democrata e a presidente da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi, são partidários da idéia de que os fabricantes de automóveis - General Motors (GM), Ford e Chrysler - sejam incluídos no plano de resgate financeiro de US$ 700 bilhões.

Em paralelo ao pedido de Reid, a senadora democrata de Maryland, Barbara Mikulski, deve apresentar ainda hoje um projeto de lei para ajudar a indústria automotiva, "diante da contínua perda de bilhões de dólares e a ameaça da perda de milhões de empregos americanos".

Segundo o escritório de Mikulski, o objetivo da iniciativa é apoiar o setor e, de quebra, "ajudar os consumidores americanos e salvar seus trabalhos". EFE mp/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG