Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Regulação é melhor arma para estabilidade, diz Fed

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, afirmou hoje que uma boa regulação, em vez da política monetária, é a melhor arma para lidar com deslocamentos nos mercados financeiros

AE |

selo

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, afirmou hoje que uma boa regulação, em vez da política monetária, é a melhor arma para lidar com deslocamentos nos mercados financeiros. Em discurso preparado para uma audiência com a Comissão de Inquérito sobre a Crise Financeira (FCIC, em inglês) dos EUA, Bernanke não descartou usar a política monetária para lidar com problemas do mercado de crédito, mas disse que a autoridade regulatória "deve ser a primeira linha de defesa" contra ameaças sistêmicas.

Bernanke e Sheila Bair, presidente da Corporação Federal de Seguro de Depósito (FDIC, na sigla em inglês), que também participa da audiência, destacaram a importância da reforma dos mercados e disseram que os formadores de política enfrentam uma tarefa intimidadora para obter sucesso nas reformas, mas deverão conseguir evitar crises futuras.

As duas autoridades reconheceram o desafio de implementar a recentemente aprovada lei Dodd-Frank, mas destacaram que os reguladores não podem desperdiçar "uma chance histórica de colocar nosso sistema financeiro em um ritmo mais sólido e seguro para o futuro". "Para atingir tanto o crescimento sustentado quanto a estabilidade, nós precisamos fornecer uma estrutura que promova o mix apropriado entre prudência, tomada de risco e inovação no nosso sistema financeiro", disse Bernanke.

Um grande desafio para os reguladores é interpretar a nova legislação financeira, que fornece a eles ampla autoridade para solucionar problemas sistêmicos e específicos de companhias. Tanto Bernanke quanto Bair destacaram a necessidade de escrever rapidamente e efetivamente regras que deem ao governo a capacidade de responder quando uma grande empresa financeira começar a vacilar, sem precisar expor os recursos dos contribuintes.

"Simples declarações de que o governo não vai ajudar empresas no futuro ou restrições que tornem o fornecimento de assistência mais difícil não serão confiáveis por si só", disse Bernanke. A legislação Dodd-Frank dá à FDIC autoridade, com a entrada de outros reguladores, para lidar com um banco em problemas ou outra grande empresa financeira que imponha um risco sistêmico para a economia dos EUA. Bair afirmou que, se as novas regras tivessem sido colocadas em prática em 2008, "muito do caos (...) poderia ter sido evitado". As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: ECONOMICO-ECONOMIA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG