Tamanho do texto

O governo quer mudar, nos próximos leilões de concessão de rodovias, a regra que define quando as empresas que assumirem as estradas terão de fazer investimentos importantes nas vias, como duplicações ou construção de pistas marginais. O novo diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, disse que os novos contratos vão priorizar o nível de qualidade do serviço como parâmetro para definir o momento adequado para execução de obras nas rodovias.

Os atuais contratos definem um cronograma fixo para o concessionário executar os investimentos.