Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Redução no gasto pelo consumidor leva Best Buy a rever perspectivas

SÃO PAULO - A queda no gasto do consumidor por causa da recente turbulência nos mercados financeiros e de outros fatores macroeconômicos resultou em uma receita abaixo do esperado para a Best Buy. A varejista americana de eletrônicos resolveu diminuir suas projeções para o ano fiscal devido ao ambiente econômico desafiador.

Valor Online |

"Em 42 anos de varejo, nunca vimos tempos tão difíceis para o consumidor. As pessoas estão fazendo mudanças drásticas no modo de gastar e não estamos imunes a essas forças", declarou o diretor operacional da Best Buy, Brian Dunn.

Agora, a expectativa é de um lucro anual entre US$ 2,30 a US$ 2,90 o papel e vendas de US$ 43,7 bilhões a US$ 45,5 bilhões. As vendas nos estabelecimentos abertos há pelo menos um ano devem declinar 1% a 8%. Antes, a companhia projetava lucro anual de US$ 3,25 a US$ 3,40 e crescimento de 2% a 3% nas vendas nas lojas em funcionamento há 12 meses.

"Desde meados de setembro, mudanças rápidas no comportamento do consumidor criaram o clima mais difícil que já vimos. A Best Buy simplesmente não pode ajustar-se de maneira tão rápida para manter o ímpeto nos lucros para este ano", comentou o executivo-chefe da empresa, Brad Anderson.

Dois dias atrás, a rede americana de produtos eletrônicos Circuit City pediu proteção contra credores.

As informações são da Best Buy e agências internacionais.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG