Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Recuperação judicial da Agrenco é aprovada

SÃO PAULO - A Agrenco informou na noite de ontem à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que seu plano de recuperação judicial foi aprovado pela 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo. O pedido havia sido feito em 27 de agosto, na seqüência de uma série de reveses que incluiu a prisão, em agosto, de três de seus ex-controladores, acusados pela Polícia Federal de crimes como sonegação fiscal e corrupção.

Valor Online |

A companhia terá agora até 60 dias para apresentar os pormenores de seu plano de recuperação. O comunicado apresentado à CVM informou ainda que foi contratada a empresa Íntegra Associados, que trabalhará na montagem do plano.

Novata no mercado acionário, a Agrenco, que atua na cadeia de comercialização de soja como trading e também na produção de biodiesel, entrou em parafuso neste ano. Abalada pela disparada do preço da oleaginosa, que atingiu seu recorde histórico de preço em 2008, a companhia acumulou dívidas e deixou de pagar fornecedores.

Depois da prisão de três de seus principais executivos, a Agrenco anunciou que estava em negociação para a venda de seu controle para grupos como o francês Louis Dreyfus, o asiático Noble e a suíça Glencore. Situação similar viveu a goiana Selecta, que, depois de entrar com pedido de recuperação judicial, fechou acordo para ser comprada pela Los Grobo Agro do Brasil, associação entre o maior produtor de soja da Argentina e o fundo Pactual Capital Partners, que administra recursos de ex-sócios do banco Pactual.

A Agrenco fez sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em novembro de 2007, com a qual levantou R$ 666 milhões. Meses depois, ao reportar os resultados do primeiro trimestre deste ano, informou que sua dívida de curto prazo era de cerca de R$ 1 bilhão. A companhia ainda não publicou o balanço com os resultados do segundo trimestre.

(Patrick Cruz | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG