Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Recessão no Reino Unido chegou para durar, segundo um instituto privado

A economia britânica entrou em recessão no terceiro trimestre e esta fase de contração vai durar quatro trimestres, previu nesta quarta-feira o instituto de pesquisa NIESR, National Institute of Economic and Social Research, que fala, também, da pior recessão desde 1982 no conjunto de países que fazem parte da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos.

AFP |

Além desta previsão sombria de uma recessão nos Estados Unidos e no Reino Unido, o instituto privado trabalha com um crescimento nulo no ano que vem na França, Alemanha e Itália.

Segundo o NIESR, o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido, que aumentou 0,3% no primeiro trimestre de 2008 e ficou estagnado no segundo, vai recuar nos quatro trimestres seguintes (0,2%, depois 0,4%, 0,4% e 0,1%, respectivamente) sob o efeito da crise do crédito.

A recessão é geralmente definida como uma contração do PIB em pelo menos dois trimestres.

O PIB britânico deverá em seguida registrar um crescimento nulo no terceiro trimestre de 2009, não começando a levantar senão a partir do trimestre seguinte, com um crescimento de 0,1%, segundo as previsões.

No total, o NIESR prevê uma contração de 0,9% da economia britânica no conjunto de 2009, o que constituiria, segundo o instituto, "na primeira recessão durante todo um ano desde 1991" no Reino Unido.

O instituto somou-se, assim, às previsões pessimistas já emitidas pela maior parte dos analistas da City. Os economistas estimam, em seu conjunto, que o Reino Unido entrou em recessão no verão passado (as cifras oficiais do crescimento do terceiro trimestre só serão anunciadas sexta-feira).

fpo/bds/sd

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG