Depois de avaliar diversas variáveis, economistas dizem que a recessão durou 18 meses e foi a mais longa desde a 2ª Guerra Mundial

A recessão econômica dos Estados Unidos terminou em junho de 2009 e teve duração de 18 meses, informou nesta segunda-feira o National Bureau of Economic Research, encarregado de declarar oficialmente o início e fim da recessões no país.

"A recessão durou 18 meses, o que a transforma na mais longa desde a Segunda Guerra Mundial", indicou hoje o grupo de economistas em comunicado.

As recessões mais longas até agora tinham ocorrido entre 1973 e 1975 e entre 1981 e 1982, que duraram 16 meses. A economia americana se contraiu 0,7% no primeiro trimestre de 2008, se recuperou ligeiramente no segundo e registrou depois quatro trimestres consecutivos de crescimento negativo.

Tecnicamente se entende que existe recessão quando se registram dois trimestres consecutivos de crescimento negativo, mas o National Bureau of Economic Research considera que, apesar da ligeira alta do segundo trimestre de 2008, os EUA entraram em recessão em dezembro de 2007.

O grupo levou em consideração diversas variáveis ao declarar oficialmente os meses de recessão dos EUA, entre elas a situação do mercado de trabalho no país. A associação indicou em seu comunicado que qualquer futura queda na atividade econômica representaria uma nova recessão, e não uma continuação daquela iniciada em dezembro de 2007. O National Bureau of Economic Research é integrado por um painel de economistas acadêmicos e tem sua sede em Cambridge, Massachusetts.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.