Tamanho do texto

ATENAS - As receitas orçamentárias da Grécia excederam em janeiro a meta do endividado país, impulsionadas por um imposto extraordinário sobre grandes empresas, informou o Ministério das Finanças nesta sexta-feira.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561359115&_c_=MiGComponente_C

 As receitas líquidas aumentaram em uma taxa anualizada de 16,6%, ante a meta de 10,8%. Esta é uma boa notícia para o governo, que visa reduzir o déficit orçamentário em 4 pontos percentuais, para 8,7% do Produto Interno Bruto (PIB), neste ano.

Os dados referem-se ao déficit do governo central, não do governo total que é medido de acordo com as regras da União Europeia, e, portanto, não fornecem o quadro geral da situação fiscal do país.

Leia mais sobre: Grécia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.