O secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, disse hoje que os números indicam que a arrecadação federal deve ter crescimento real (descontada a inflação) acima de 12% em 2010. Segundo ele, esta deve ser a previsão que constará no relatório de programação orçamentária a ser divulgado hoje à tarde pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

"O cenário econômico é muito promissor e o aumento de arrecadação abrange todos os estados", afirmou o secretário. "Este ano será um ano bom e vamos retomar os níveis de arrecadação de 2008", previu.

Cartaxo também avaliou que o resultado das receitas, registrado no primeiro bimestre deste ano, aponta para uma recuperação plena na arrecadação. Ele classificou o resultado acumulado no bimestre, de R$ 126,568 bilhões, como "expressivo".

Segundo Cartaxo, a arrecadação dos dois primeiros meses de 2010 zerou as perdas acumuladas em 2009, como reflexo dos efeitos da crise na economia, que tiveram impacto sobre o Produto Interno Bruto (PIB) no período e levou o governo a adotar uma série de medidas de desoneração tributária.

Na avaliação do secretário, a arrecadação do bimestre consolida o início da retomada econômica. "Tem valor extremamente concreto. Nós já estamos trabalhando com um número positivo", afirmou Cartaxo, numa referência ao fato de que, em fevereiro, pela primeira vez desde a crise, as receitas administradas acumuladas em 12 meses apresentaram crescimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.