Tamanho do texto

São Paulo, 13 - A receita cambial com exportação de café solúvel apresentou elevação de 25,39% em 2008, em relação ao ano anterior. Os industriais faturaram US$ 565,667 milhões, em comparação com US$ 451,117 milhões em 2007, conforme relatório divulgado hoje pela Secretaria de Produção e Comercialização, do Ministério da Agricultura, com base em números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

O País exportou no período 74.732 toneladas, com aumento de 4,55% em relação a 2007 (71.481 t). O preço médio da tonelada ficou em US$ 7.569, ante US$ 6.311 em 2007, representando elevação de 19,94%.

Segundo o relatório, os Estados Unidos foram o principal do destino do café processado brasileiro, com aumento de 45,41% em termos de receita sobre 2007. O segundo principal mercado no período foi a Rússia, com redução de 13,96%. A Ucrânia é o terceiro no ranking, com aumento de 11,76% em faturamento. O Japão é o quarto principal mercado, apresentando elevação de 51,38% em receita.

Também foi significativo o crescimento da receita, em termos porcentuais, para México (535,51%), Chile (292,07%), Indonésia (172,42%), Coreia do Sul (69,70%) e Cingapura (39,18%).