São Paulo, 05 - Levantamento do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) divulgado hoje mostra que a receita cambial com exportação de café (verde e solúvel) no primeiro mês deste ano diminuiu 10,1%, em relação a janeiro de 2008. O faturamento foi de US$ 317,7 milhões, ante US$ 353,2 milhões em janeiro de 2008.

O volume da exportação brasileira de café totalizou 2,285 milhões de sacas de 60 quilos no mês passado, com elevação de 0,5% em relação ao mesmo mês do ano anterior (2,275 milhões de sacas).

Desse total, o volume de café verde exportado pelo Brasil no período aumentou 7,2%. Foram embarcadas 2,090 milhões de sacas, em comparação com 1,951 milhões de sacas em 2008. Do total de grão verde exportado no período, o embarque de arábica teve elevação de 7,5% em volume, de 1,904 milhões de sacas para 2,047 milhões de sacas. Já o volume de café conillon teve redução de 7,7% no período, de 46.762 sacas para 43.165 sacas em janeiro deste ano.

Quanto ao desempenho das exportações de café solúvel, o levantamento do Cecafé mostra retração de 39,8% no período, em volume. Foram embarcadas 194.959 sacas em equivalente de café solúvel, em comparação com 323.879 sacas em janeiro de 2008.

Alemanha

A Alemanha foi o principal destino do café brasileiro em janeiro, com 466.380 sacas de 60 quilos, o que representa elevação de 16,79% em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados do Cecafé.

O segundo principal destino foram os Estados Unidos, com 352.372 sacas (aumento de 22,18%), seguido de Itália, com 251.378 sacas (alta de 2,44%); Japão, com 154.624 sacas (-3,67%); e Bélgica, com 153.930 sacas de café (-16,31%). O volume adquirido pela Espanha em janeiro, 91.979 sacas, é 94,50% maior do que no mesmo mês de 2008 (47.291 sacas).

Santos continua garantindo o posto de principal porto de embarque do café brasileiro, com 1.557.702 sacas em janeiro, seguido dos portos de Vitória (254.305 sacas) e Rio de Janeiro (240.713 sacas).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.