São Paulo, 7 - Levantamento do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) divulgado hoje mostra que a receita cambial com exportação de café (verde, solúvel e torrado e moído) no primeiro trimestre cresceu 13% em relação ao mesmo período do ano passado. O faturamento é de US$ 1,164 bilhão, ante US$ 1,029 bilhão em 2009.

São Paulo, 7 - Levantamento do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) divulgado hoje mostra que a receita cambial com exportação de café (verde, solúvel e torrado e moído) no primeiro trimestre cresceu 13% em relação ao mesmo período do ano passado. O faturamento é de US$ 1,164 bilhão, ante US$ 1,029 bilhão em 2009. O volume da exportação brasileira de café no período totaliza 7,360 milhões de sacas de 60 quilos, com redução de 2% em relação ao ano anterior (7,360 milhões de sacas). Desse total, o volume de café verde exportado pelo Brasil no período caiu 3%. Foram embarcadas 6,638 milhões de sacas, em comparação com 6,862 milhões de sacas em 2009. Do total de grão verde exportado no período, o embarque de arábica teve queda de 3%, de 6,743 milhões de sacas para 6,535 milhões de sacas. Já o volume de café conillon (robusta) teve redução de 14% no período, de 119.003 sacas para 102.806 sacas nos primeiros três meses deste ano. Quanto ao desempenho das exportações de café solúvel, o levantamento do CeCafé mostra aumento de 5% no período, em volume. Foram embarcadas 721.901 sacas em equivalente de café solúvel, em comparação com 685.768 sacas em 2009. Conforme o levantamento, o Cecafé anuncia que no acumulado dos últimos 12 meses o Brasil exportou 30,143 milhões de sacas de café, correspondentes a uma receita de US$ 4,403 bilhões. No ano safra 2009/10 foram embarcadas 20,537 milhões de sacas de café verde. O total (considerando torrado e moído e solúvel) é de 22,751 milhões de sacas no período.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.