New York Post e Daily News buscam acordo de cooperação - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

New York Post e Daily News buscam acordo de cooperação

Rupert Murdoch, cuja News Corporation é dona do The New York Post, e Mortimer B. Zuckerman, incorporador imobiliário e dono do The Daily News, que por vários anos foram jornais em formato tablóide ferozmente concorrentes, estão considendo o impensável: uma cooperação.

Agência Estado |

Representantes de Zuckerman e de Murdoch vêm mantendo discussões há várias semanas para encontrar maneiras de combinar algumas funções comerciais dos dois jornais, segundo pessoas informadas sobre o assunto. Elas falaram sob condição de anonimato porque as conversações estão em estágio delicado e os dois lados querem manter o sigilo.

Os entendimentos começaram para valer em maio depois do anúncio de um acordo para vender o diário Newsday, de Long Island, à Cablevision Systems Corporation por U$ 650 milhões. Murdoch e Zuckerman fizeram ofertas pelo Newsday, que estava sendo vendido pela endividada Tribune Company. Cada um havia ofertado U$ 580 milhões e não se dispôs a cobrir o preço mais alto oferecido pela Cablevision.

Um executivo envolvido nas conversações entre o New York Post e o Daily News as descreveu como "preliminares", mas disse que os dois lados queriam chegar a um acordo. As negociações ainda não envolveram um encontro face a face de Murdoch e Zuckerman.

Além de um acordo mais amplo entre os dois jornais, eles e The Wall Street Journal, que também pertence à News Corporation, estudam uma combinação de suas operações de distribuição doméstica para diminuir despesas, e buscam propostas de distribuidores.

Falando somente sobre esse aspecto, Howard Rubenstein, porta-voz dos jornais participantes, disse: "A abertura para propostas é uma oportunidade que estamos explorando conjuntamente para diminuir custos, melhorar a eficiência e fortalecer nossos respectivos jornais." Advogados dos dois jornais tentam encontrar estrutura que não requeira um acordo de operação conjunta - mecanismo usado por outros jornais que exige a criação de uma entidade separada com um conselho de administração separado e significa, essencialmente, fundir todas as funções comerciais, mas manter redações separadas.

As conversas se centraram em combinar impressão, distribuição e outras funções administrativas, mantendo companhias e quadros de funcionários separados, num esforço para cortar milhões em custos anuais.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG