PALMAS -O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira que tem por missão elevar o moral da tropa nesta época de crise financeira. Em discurso durante inauguração de uma usina hidrelétrica no Rio Tocantins, financiada com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Lula lembrou que, nos anos de sindicalismo, nas décadas de 70 e 80, atuava para que os trabalhadores não desanimassem. Meu papel é o de levantar o moral da tropa, disse o presidente a uma plateia formada por empresários e funcionários da multinacional franco-belga GDF Suez, responsável pela construção da usina.

No discurso, Lula avaliou que ainda não é possível definir a dimensão e a duração da atual crise financeira, mas voltou a dizer que o Brasil é o País com melhores condições de sofrer menos os efeitos da desaceleração. O presidente disse que o Brasil é beneficiado pela estabilidade econômica e pela definição de marcos regulatórios em diversos setores produtivos.

Obama

Lula defendeu a adoção de medidas urgentes, por parte do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e dos governos europeus, para o combate a crise financeira internacional. O presidente observou, no entanto, que é difícil resolver o problema. "Ser presidente dos Estados Unidos é bom, mas o nosso querido companheiro Obama está com um 'pepinaço' na mão", disse. "Eu rezo para ele mais do que rezo para mim mesmo."

À plateia de funcionários da construtora e de convidados da GDF, Lula comparou o momento atual a um período de guerra. "Nós precisamos compreender que em tempo de guerra a gente trabalha mais e precisa ter mais ousadia", disse.

Em um momento de recorde de popularidade, o presidente avaliou que os brasileiros têm consciência de que a crise financeira, que já causou desemprego no País, especialmente em dezembro, foi provocada por especuladores do exterior. "Todo mundo sabe, qualquer cidadão, que essa crise é mundial e nasceu nos Estados Unidos, está ligada ao setor habitacional dos Estados Unidos e a especuladores", disse.

Leia também:

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.