Ele disse o que tenho dito - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ele disse o que tenho dito

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, avalia que a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de que o petróleo da camada pré-sal não é do Rio de Janeiro nem da Petrobras, mas do povo, fortalece a tese defendida por ele. Lobão é favorável à criação de uma nova empresa, 100% estatal, para administrar os contratos de exploração das reservas do pré-sal.

Agência Estado |

"Ele (Lula) disse o que tenho dito. Ao que me consta, o vice-presidente (José Alencar) também pensa assim", disse. O ministro participou ontem da segunda reunião da comissão interministerial encarregada de apresentar, até setembro, uma proposta de mudança na legislação do petróleo para a exploração das reservas da camada do pré-sal.

Segundo ele, na reunião, foi acertada a criação de um grupo técnico com representantes de diversos ministérios para detalhar os pontos levantados pelos ministros em torno da legislação para a exploração do petróleo. "Quais são os pontos não posso dizer", esquivou-se. O ministro informou que esses técnicos vão trabalhar "apenas 24 horas por dia". Lobão disse, ainda, que as reuniões da comissão interministerial ocorrerão, de agora em diante, a cada 10 dias.

A idéia de criar uma nova estatal foi lançada por Lobão em junho passado e provocou polêmica com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, contrário à idéia. Por algum tempo, comentou-se em Brasília que Lobão estaria isolado na defesa da nova estatal. Mas a idéia vem ganhando força.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG