Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Quito recebe cobrança de US$ 1,6 bi na Corte de Haia

O Equador recebeu da petroleira americana Chevron uma cobrança de US$ 1,6 bilhão. Para obter o pagamento, a empresa abriu um controvérsia na quinta-feira na Corte Permanente de Arbitragem de Haia.

Agência Estado |

O caso surge no momento em que o governo equatoriano cogita de declarar moratória de uma parcela de US$ 3,8 bilhões de sua dívida externa - que totaliza US$ 10 bilhões -, e em que atua na Câmara de Comércio Internacional de Paris para deixar de pagar o financiamento de US$ 243 milhões concedido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a construção da hidrelétrica de San Francisco.

Para a Chevron, o Equador rompeu o acordo estabelecido com os Estados Unidos e cometeu irregularidades em um processo judicial movido contra a Texaco - empresa sócia da estatal Petroecuador na exploração da região amazônica do país. Nesse processo, que tramita na Justiça do Equador, a Texaco é apontada como responsável por danos ambientais e à saúde de comunidades indígenas do Lago Agrio. Quito pede uma indenização de US$ 27 bilhões à empresa americana. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG