O Equador entregou ontem à Embaixada do Brasil em Quito um relatório sobre supostas irregularidades cometidas pela construtora Norberto Odebrecht no país. A empresa foi expulsa do Equador em setembro.

"Será muito fácil demonstrar em qualquer tribunal as más práticas da Odebrecht", afirmou presidente da estatal Fundo de Solidariedade, Jorge Glas, responsável pelo caso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.