Tamanho do texto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira, em Manaus, que a crise financeira americana, que se acirrou desde ontem com a recusa do Congresso dos Estados Unidos em aprovar o pacote de US$ 700 bilhões de ajuda ao setor deve preocupar o presidente americano, George W. Bush.

Acordo Ortográfico "Neste momento, quem está preocupado é o Bush", declarou Lula, ao chegar ao hotel onde reúne-se com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Em seguida, Lula almoça com Chávez e com os presidentes da Bolívia, Evo Morales, e do Equador, Rafael Correa.

À tarde, presidente tratará individualmente com Morales da crise política boliviana e, por volta das 16h30 (17h30, horário de Brasília), discutirá a decisão do governo do Equador de expulsão a construtora brasileira Odebrecht do país em conversa reservada com Correa.

Leia mais sobre a atual crise financeira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.