Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Queiroz Galvão propõe à Bolívia cessão de contrato a outra empresa

La Paz, 11 dez (EFE).- A construtora Queiroz Galvão propôs ao Governo da Bolívia a cessão do contrato de construção de uma estrada do sul do país à empresa OAS, também do Brasil, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

A Administradora Boliviana de Estradas (ABC) anunciou hoje, em comunicado, que analisa a proposta apresentada pela Queiroz Galvão para terminar a construção da rota Potosí-Tarija, após o ultimato dado para definir se continuava com essa obra.

A construtora aceitou a postura do Governo de manter o custo de US$ 226 milhões, apesar de ter colocado algumas novas condições entre as que se encontra o "reconhecimento da cessão do contrato a outra empresa brasileira" e propõe a OAS.

No entanto, ao mesmo tempo a construtora brasileira também pede que submeta a uma arbitragem a diferença de US$ 45 milhões entre sua proposta e a do Governo boliviano para essa estrada.

Outra das condições é que seja paga uma dívida de US$ 17,9 milhões de um processo do ano 2000 ganhados por ela, apesar de a ABC ter afirmado que "não pode assumir compromissos por temas que não estão previstos no contrato" e não concernem a essa entidade.

A construtora coloca na mesma proposta 28 meses para a conclusão da obra.

O Governo, que realiza uma análise jurídico-legal da proposta da construtora, apresentará seus resultados em 19 de dezembro na cidade de Potosí às autoridades e líderes sociais das regiões envolvidas na obra. EFE lav/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG