Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Queda no faturamento leva lojistas a reverem previsões

A União dos lojistas da 25 de Março e Adjacências (Univinco) reúne-se hoje para revisar as projeções das vendas de fim de ano. Antes da crise econômica elevar a cotação do dólar e reduzir o movimento nas ruas, os comerciantes esperavam um crescimento de 12% a 15% nas vendas do Natal de 2008, em comparação com o do ano passado.

Agência Estado |

As movimentações financeiras com o cartão de crédito da Univinco caíram 5% em outubro e na primeira quinzena de novembro, comparadas com o mesmo período e 2007, de acordo com a administradora de cartões Validata. "Mais pessoas compram hoje, mas gastam menos que antes", diz Kleber Oliveira, gerente de Marketing da Validata.

Na Artesanatos Daúde, especializada em decorações, o declínio no movimento foi de 40%. "O cliente está com menos dinheiro, prefere cortar os gastos com a decoração e reaproveitar a do ano passado", diz a gerente Ivone Alves. Segundo Ivone, a loja vendeu 30% do estoque de Natal até a primeira quinzena de novembro. "No ano passado tínhamos vendido metade do estoque a esta altura", afirma.

Os consumidores reclamam dos preços. "Na mesma época do ano passado comprei bem mais com a mesma quantia", diz a assistente educacional Shirliy Batista, de 37 anos. Ela gastou R$ 600 para comprar o material que seus alunos da Fundação Casa vão usar na decoração natalina.

O professor Lucas Rodrigues, de 23 anos diz que algumas mercadorias ainda estão em conta. "Se você comprar eletrônicos ainda vale a pena", diz. Ele considerou caro os R$ 200 que gastou em enfeites de Natal.

Para o lojista Pem Yuk Ho, da loja de importados Tiger Bras, o movimento continua normal. "Tivemos a vantagem de ter comprado o nosso estoque de Natal no período do dólar baixo", diz Ho. Segundo ele, os comerciantes que tiveram de renovar o estoque com a alta do dólar estão em dificuldades. "Eles aumentaram o preço e perderam movimento."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG