Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Queda do petróleo se acentua e barril já vale menos de US$ 70

SÃO PAULO - O movimento de baixa da cotação do petróleo, observado nos últimos dias, foi reforçado hoje com a divulgação de alta nos estoques de óleo cru e gasolina nos Estados Unidos. O petróleo foi negociado abaixo de US$ 70 em Nova York, no menor nível em 14 meses.

Valor Online |

O contrato de WTI negociado para o próximo mês de Nova York fechou valendo US$ 69,85, com queda de US$ 4,69. O contrato para dezembro recuou US$ 4,62, para US$ 70,26. Em Londres, o barril de Brent para novembro fechou valendo US$ 66,32, com desvalorização de US$ 4,48. O vencimento para o mês seguinte caiu US$ 4,74, para US$ 67,84.

O Departamento de Energia dos EUA informou hoje que os estoques de petróleo cru daquele país subiram em 5,6 milhões de barris na semana passada em relação à anterior, alcançando 308,2 milhões de barris. As reservas de gasolina também subiram, em 7 milhões de barris, somando 193,8 milhões de barris.

O relatório mostrou ainda que o consumo médio de produtos ligados ao petróleo foi de 18,6 milhões de barris por dia nas últimas quatro semanas, nível 8,9% menor do que o observado um ano atrás.

Esta foi a terceira semana seguida de alta nos estoques de óleo cru e gasolina. De acordo com os analistas, a tendência de recuo no preço do petróleo deve continuar até que haja algum ajuste do lado da oferta, o que se imagina que possa ser decidido na próxima reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), marcada para novembro.

Após isso, a previsão é de que os preços fiquem relativamente estáveis, até que se tenha uma idéia mais clara sobre o que deve ocorrer com o crescimento econômico mundial.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG