Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Queda do petróleo não influencia bolsas asiáticas

A queda acentuada na cotação do petróleo não teve grande impacto nas bolsas asiáticas, que continuam influenciadas pela economia americana. O plano do governo para as firmas de hipotecas moveu os holofotes para a gravidade da situação econômica, fazendo o socorro à Fannie Mae e à Freddie Mac soar como um segundo round da crise do subprime.

Agência Estado |

Em Hong Kong, a Bolsa reagiu à forte queda da véspera, graças a altas significativas em papéis de peso para o mercado local. O índice Hang Seng subiu 0,2% e fechou aos 21.223,50 pontos.

Na China, o mercado fechou em queda acentuada, afetado por preocupações quanto aos fundamentos da economia doméstica, que mostra sinais de desaceleração. O índice Xangai Composto caiu 2,7% e encerrou aos 2.705,87 pontos, e o Shenzhen Composto caiu 4,2%, terminando aos 808,01 pontos. Yuan - A queda na taxa de paridade central dólar-yuan e vendas da moeda americana por exportadores levaram a divisa chinesa à maior alta ante o dólar da era moderna. No mercado de balcão, o dólar encerrou cotado em 6,8113 yuans, abaixo da última cotação de terça-feira, que foi de 6,8211 yuans.

Na Coréia do Sul, o mercado operou com a perspectiva de que já atingiu o seu piso e que não dá para cair mais. Assim, o índice Kospi da Bolsa de Seul permaneceu praticamente estável, caindo 0,1% e fechou aos 1.507,40 pontos. Em Taiwan a preocupação com o setor de crédito americano azedou o mercado e a percepção é de que as coisas não vão melhorar a curto prazo. O índice Taiwan Weighted da Bolsa de Taipé caiu 1,8% e fechou aos 6.710,64 pontos. Nas Filipinas, a sensação de iminência de um segundo round da crise do subprime deu o tom dos negócios, aliada à expectativa de que o banco central do país venha a elevar a taxa de juros amanhã. O índice PSE Composto da Bolsa de Manila caiu 1,6% e fechou aos 2.373,70 pontos. Na Austrália o mercado teve um dia de recuperação e o índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney subiu 1,14%, fechando aos 4.870,60 pontos. As ações da BHP Billiton caíram 0,2%.

A Bolsa de Cingapura teve ligeira alta devido à busca de papéis baratos depois de recentes quedas e ao recuo nos preços do petróleo. O índice Straits Times subiu 0,2% e fechou aos 2.835,32 pontos.Compras de papéis baratos, ajudadas pela estréia da mineradora de carvão Adaro Energy, impulsionaram o mercado indonésio. O índice composto da Bolsa de Jacarta subiu 0,2% e fechou aos 2.218,12 pontos. Na Tailândia, o sinal do banco central de que elevará mais as taxas de juros se a inflação subir disparou as vendas de papéis de bancos e de imobiliárias e o índice SET da Bolsa de Bangcoc perdeu 3,4% fechando aos 669,97 pontos, o mais baixo nível desde 29 de março de 2007. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuou 0,7% e fechou aos 1.119,58 pontos. As informações são da Dow Jones

Leia mais sobre Bolsa de valores 

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG