Tamanho do texto

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, disse ontem que a quebra na safra de grãos brasileira será um pouco maior que os 5% previstos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Essa quebra maior deverá ocorrer, segundo ele, em razão das condições climáticas no Paraná, em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso.

O ministro admitiu, ainda, que a redução de 6% do uso de fertilizantes também contribui para a queda.