Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Quase metade dos argentinos culpa Marsans de crise da Aerolíneas Argentinas

Buenos Aires, 22 ago (EFE) - Pelo menos 48,9% dos argentinos consideram que a crise pela qual passa a Aerolíneas Argentinas é culpa do grupo espanhol Marsans, que negocia a transferência da companhia ao Estado, segundo uma pesquisa privada divulgada hoje.

EFE |

Já 17,9% dos entrevistados afirmaram que a situação da empresa e da subsidiária Austral é culpa do secretário de Transporte argentino, Ricardo Jaime, de acordo com a pesquisa da empresa de consultoria I-barómetro, realizada com 700 pessoas de Buenos Aires e sua grande faixa urbana.

Além disso, 37,8% dos entrevistados disseram que a firma deve estar nas mãos do Estado argentino, em um momento em que avança no Parlamento um projeto governista para que a companhia aérea passe da Marsans à nação.

Por sua vez, 34,1% dos entrevistados qualificaram como melhor opção que a empresa seja de capital privado nacional, enquanto 16,3% prefeririam que fosse de gestão mista. EFE ms/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG