Tamanho do texto

SYDNEY/LONDRES (Reuters) - A australiana Qantas Airways e British Airways canceleram negociações para uma fusão de 6,4 bilhões de dólares. A operação, segundo analistas, tinha potencial para transformar uma indústria afetada por queda na demanda e preços voláteis de combustíveis. A Qantas e a BA anunciaram o fim das conversas em um comunicado de três parágrafos em que afirmam que não conseguiram um acordo sobre os termos da operação.

"Apesar dos potenciais benefícios de longo prazo para a Qantas e a BA, as companhias aéreas não chegaram a um acordo sobre os principais itens da fusão neste momento", informou a Qantas.

A BA informou nesta quinta-feira que não pode concordar com a Qantas manter uma participação de mais de 50 por cento na companhia combinada, apesar de a Qantas ser maior em valor de mercado. A Qantas é avaliada em cerca de 3,3 bilhões de dólares e a BA tem valor de mercado perto de 3,1 bilhões de dólares.

Segundo a legislação australiana, a Qantas deve continuar sendo majoritariamente controlada por investidores da Austrália e a sede, ações e grandes instalações devem continuar no país.

Mas uma fonte próxima ao plano da Qantas afirmou que a companhia aérea ainda está aberta a fusões, especialmente na Ásia, apesar de não manter negociações ativas.

(Por Mark Bendeich e John Bowker)