Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

PwC espera crescimento de dois dígitos para China, apesar da crise

Xangai, 3 nov (EFE).- A empresa de consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC) acredita que a China continuará registrando, apesar da crise financeira mundial, um crescimento de dois dígitos muito alto, disse o diretor-executivo da firma, Samuel DiPiazza, em um encontro de empresários com o prefeito de Xangai, Han Zheng.

EFE |

O jornal "Shanghai Daily" publica hoje, o diretor da PwC espera que China se recupere em meados de 2009, depois que a crise financeira chegar ao auge, disse DiPiazza, na reunião anual de grandes firmas com o prefeito da metrópole.

O encontro foi estabelecido há duas décadas pelo então prefeito Zhu Rongji, que foi depois primeiro-ministro chinês, como um sistema de comunicação periódica entre o Governo da cidade e os diretores das grandes empresas que tornaram possível sua transformação em centro comercial e financeiro mundial.

DiPiazza, que preside este ano o fórum empresarial, estimou que, no entanto, a economia chinesa sofrerá "mudanças", já que "haverá menos entradas na bolsa, menos desdobramento de capitais e menos fusões", devido à crise.

Han lembrou que a própria economia de Xangai cresceu 10,1% entre janeiro e setembro, apesar da crise.

No entanto, reconheceu que "é inevitável que a crise financeira global tenha um impacto tanto na China quanto em Xangai", devido a sua dependência das exportações e dos serviços financeiros. EFE jad/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG