Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Putin e Timoshenko anunciam reatamento da provisão de gás à Europa

MOSCOU - O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, anunciou hoje que nas conversas com sua colega ucraniana, Yulia Timoshenko, chegou a um acordo para o fornecimento a preços europeus do gás russo para a Ucrânia.

EFE |

Em pronunciamento conjunto perante a imprensa com Yulia após um dia de muitas negociações, Putin disse que a parte ucraniana informou a ele que o bombeamento do gás natural russo para a Europa será restabelecido.

"Depois da assinatura dos documentos serão reatadas todas as provisões", declarou, por sua vez, a chefe de Governo ucraniano, se referindo aos contratos tanto de passagem como de provisões do carburante à Ucrânia.

Ela acrescentou que já foram dadas as instruções para que a empresa russa Gazprom e a ucraniana Naftogaz comecem o processo de formalização dos acordos.

Segundo a agência russa de notícias "Interfax", os documentos poderiam ser assinados já nesta segunda-feira.

Pouco antes, Putin tinha informado da consecução de um "acordo para que o comércio com gás entre Rússia e Ucrânia se efetue totalmente segundo a fórmula europeia para o estabelecimento de preços".

No entanto, o primeiro-ministro russo disse que este acordo inclui para este ano um desconto de 20% para a compra de gás natural russo, se for mantida a tarifa preferencial de 2008 de passagem pela Ucrânia.

Ele acrescentou que a partir do dia 1º de janeiro de 2010 Rússia e Ucrânia estabelecerão as tarifas de gás natural e de seu trânsito segundo os preços europeus.

Leia mais sobre gás

Leia tudo sobre: gás

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG