Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Putin diz ser inadmissível Rússia comprar carros importados

Moscou, 19 dez (EFE).- O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, disse hoje considerar absolutamente inadmissível que as entidades públicas e as empresas controladas pelo Estado comprem automóveis importados e anunciou que o Executivo apoiará a produção automotiva nacional.

EFE |

O chefe do Governo fez essa declaração na cidade tártara de Naberezhni Chelní, onde fica a fábrica de caminhões Kamaz, em uma conferência sobre medidas adicionais para estabilizar a situação no setor automotivo.

"A crise global atingiu a indústria automotiva no mundo todo. Nos Estados Unidos, os principais fabricantes que marcaram moda durante decênios se encontram à beira da quebra", disse Putin, citado pela agência oficial de notícias "Itar-Tass".

Segundo ele, no mês passado a produção de carros no país caiu 7,2%, enquanto a de caminhões e ônibus teve queda de mais de 50%.

"Hoje, quando os produtores russos se vêem obrigados a reduzir a produção é absolutamente inadmissível gastar dinheiro (público) na compra de carros importados", disse o primeiro-ministro, segundo a agência "Interfax".

O chefe de Governo ressaltou que espera que "também as grandes companhias privadas comprem automóveis de fabricação russa".

Putin anunciou que o Governo destinará no próximo ano 12.500 milhões de rublos (US$ 450 milhões) à compra de carros de produção nacional. EFE bsi/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG