Tamanho do texto

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC promoveu hoje uma manifestação na Rodovia Anchieta e nos arredores da Volkswagen, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. O protesto contou com a participação de cerca de 300 trabalhadores, segundo informações da Polícia Rodoviária, e fez parte do movimento organizado nas capitais do País pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) com o slogan Os trabalhadores não vão pagar pela crise.

"O ato, assim como os outros promovidos durante o dia, reivindica responsabilidade social de empresários, banqueiros e do governo do Estado", explicou a porta-voz do Sindicato do ABC, Vanilda Oliveira. "Luta-se pelo fim das demissões em massa, pelo respeito aos direitos trabalhistas e para que o governo Serra crie um pacote econômico mais efetivo para blindar os efeitos da crise."

A manifestação começou às 9 horas e interditou a rodovia por cerca de 15 minutos. A pista marginal sul da Via Anchieta, na altura do km 23, ficou congestionada em mais de um quilômetro. Segundo a concessionária Ecovias, o fluxo de veículos estava normalizado por volta da 10 horas.

A CUT e a Coordenação Nacional de Lutas fazem protestos em defesa do emprego e da renda dos trabalhadores durante todo o dia de hoje. Estavam previstos atos públicos no Rio de Janeiro, Salvador e em outras capitais.