Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Proposta do Paraguai para Itaipu é inaceitável, diz ministro de Minas e Energia

RIO DE JANEIRO - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta quarta-feira que a proposta feita pelo Paraguai a respeito de Itaipu é inaceitável. O ministro disse, no entanto, que espera um acordo amigável para a reunião da qual participa nesta quinta junto com o ministro paraguaio de Transportes e Energia.

Agência Estado |

"O Paraguai é um país amigo e temos lidado com o problema de Itaipu há dezenas de anos e tudo tem dado certo. Vamos chegar a um entendimento comum", disse o ministro após ser homenageado com a medalha Tiradentes, na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

O Paraguai propôs o perdão da dívida referente à obra da hidrelétrica de Itaipu, concluída em 1984. Pela oferta, o Tesouro paraguaio assumiria US$ 600 milhões, enquanto o Brasil ficaria com a maior parte da dívida, US$ 19 bilhões.

O presidente da Eletrobrás, José Antônio Muniz Lopes, afirmou terça-feira que o tema extrapola a questão empresarial, pois o pagamento da dívida foi definido em um acordo entre os dois países, consolidado em um tratado.

"Vamos tratar das questões todas, discutir o assunto tecnicamente, e politicamente do ponto de vista internacional e aí vamos ver se chegamos a uma conclusão. É claro que as reivindicações que estão sendo postas são inaceitáveis, mas vamos discutir o assunto para tentar encontrar um meio-termo", disse o ministro.

Leia tudo sobre: paraguai

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG