As propostas do senador Paulo Paim (PT-RS) que corrigem as aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão ter de passar pelo crivo de comissão ainda a ser criada pelo presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP). A notícia de que estuda essa possibilidade foi dada ontem pelo presidente da Câmara após vigília de 12 horas, organizada por Paim no plenário do Senado, que durou toda a madrugada.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.