Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Propaganda precisa aprender novo jogo ou está fora, diz Guanaes

O presidente da agência África, Nizan Guanaes, que preside a comissão Criatividade Brasileira, no IV Congresso Brasileiro de Publicidade, afirmou que a propaganda precisa aprender a jogar um novo jogo ou estará fora. Para ele, os concorrentes não são óbvios e normalmente estão nascendo em garangens.

Andréia Brasil, especial para o Último Segundo |

 

Nizan disse que, em geral, a revolução nasce em manjedouras e é preciso estar atento a esses movimentos. Na mesma comissão, o presidente da Pereira e Odell, PJ Pereira, citou a capacidade de integração entre mídia e criação como uma caracterísitica peculiar da publicidade brasileira, que os estrangeiros "invejam". Ele alertou para o poder que os consumidores têm nas mãos no mundo atual, que é propiciado, principalmente, pela internet. "Essa publicidade 'on demand' é uma revolução social. Não dá para brigar. É preciso lidar com ela", afirmou.

Criatividade dos brasileiros

No segundo dia do 4º Congresso Brasileiro de Publicidade, a comissão de debates "Criatividade Brasileira" discutiu a característica da publicidade brasileira mais admirada no cenário internacional: a criatividade. Nizan afirmou que a propaganda nacional não é apenas brasileira, mas também mundial, e falou, ainda, sobre o papel importante que os consumidores representam. "As empresas e as agências podem concorrer entre si, mas quem tem o poder é o consumidor". Para Pereira, "o poder de escolha e de opções que o consumidor detém é a maior ameaça à publicidade".

Pereira acredita que a agenda do mercado brasileiro de publicidade deve se basear no conceito de como se tornar um dos líderes da nova comunicação mundial. Uma das ferramentas seria utilizar a publicidade on-demand, que dá o controle para o consumidor, como aliada. "A decisão não é mais sua, é do consumidor. É preciso encontrar uma maneira natural de colocar o produto em foco, e uma vez feito isso, essa maneira servirá para tudo", finalizou Pereira.

A necessidade de entender o que acontece no mundo também foi mencionada pelo sócio presidente da Box, Rony Rodrigues. Rony argumenta que o brasileiro tem facilidade de fazer comunicação "de brasileiro para brasileiro", mas falta um link maior com o mundo. "Tem que trabalhar, mas também viajar e ver o que está sendo feito de novo no mundo. Isso também é trabalho. Também é preciso melhorar a auto-estima e estar ligado ao novo mercado global".

Ele também cita que, apesar do formato convencional da publicidade ser o mais utilizado e que traz maior retorno para as agências, é necessário investir em mudanças. "A internet, por exemplo, possibilita transformações radicais", afirmou.

Sobre o Congresso

Com o tema Criando o Futuro, o 4º Congresso Brasileiro de Publicidade vai debater as principais questões que afetam o setor, com a presença de líderes da indústria da comunicação brasileira.

Veja abaixo a programação do evento:

Terça-feira , dia 15 de julho

9h às 10h

  • Palestra de Roberto Civita

 

10h30 às 13h

  • A criatividade brasileira - Nizan Guanaes
  • Eficácia no planejamento e compra de mídia - Ângelo Franzão Neto
  • A realidade dos mercados regionais - Ricardo Nabhan
  • A educação, a profissão e o mercado - Francisco Gracioso
  • Carga tributária e rentabilidade de agências, fornecedores e veículos - Cyd Alvarez

 

15h às 16h

  • Palestra de João Roberto Marinho

 

16h30 às 19h

  • A valorização, a prosperidade e a rentabilidade da indústria da comunicação - Luiz Lara
  • Mídia e conteúdo - João Carlos Saad
  • Marketing de relacionamento - Efraim Kapulski
  • Novas mídias - Daniel Barbará
  • Liberdade de expressão comercial - Gilberto Leifert

 

19h

  • Palestra de Judith Miller

 

Quarta-feira, dia 16 de julho

No último dia do Congresso, dia 16, as teses debatidas nos dias anteriores serão compartilhadas com o público do evento, em duas sessões com palestras feitas pelos presidentes das comissões. Essas plenárias acontecem entre 9h e 13 horas, encerrando os trabalhos do Congresso.  

Leia também:

 

Leia mais sobre Congresso de Publicidade

Leia tudo sobre: publicidade

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG