Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Projetos na Bacia de Santos deverão gerar 6 mil empregos, diz gerente da Petrobras

SÃO PAULO - Os projetos que estão sendo implantados para a exploração da Bacia de Santos deverão gerar cerca de seis mil empregos. A estimativa foi feita nesta terça-feira, pelo gerente geral da Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos, da Petrobras, José Luiz Marcusso, após participar do seminário Gás e Óleo na Economia 2008.

Agência Brasil |

O seminário é realizado em Santos, no litoral paulista, desde 2003, com o objetivo de esclarecer a sociedade sobre o negócio de exploração de gás e óleo no estado de São Paulo. Segundo Marcusso, a Bacia de Santos começa em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, passa por toda a costa de São Paulo e Paraná e se estende até Florianópolis. Metade da bacia está situada no estado de São Paulo, com o centro de gravidade em Santos.

Por isso, a Petrobras está adquirindo um terreno de 25 mil metros quadrados para construir a sede definitiva da Unidade Bacia de Santos no município. O primeiro prédio será construído para permitir que 2 mil pessoas trabalhem nele a partir de 2011. Atualmente, 800 funcionários trabalham em dois prédios provisórios em dois endereços em Santos.
Na segunda fase, serão construídos mais dois prédios para acomodar os funcionários. Teremos empregados em outros locais e nas plataformas no mar também. Portanto, a geração de empregos será muito grande, além do período de obras, quando cada grande unidade construída supera 2 mil pessoas empregadas.

Marcusso disse acreditar que não haja problemas por conta da migração gerada pelos empregos que serão criados na região, já que a grande maioria dos trabalhadores poderá ser aproveitada em outros projetos.

Ele ressaltou que os projetos em andamento englobam US$ 12 bilhões em investimentos até o final de 2012. Tais projetos permitirão, até o final de 2011, que se tenha uma capacidade instalada de produção de 33 milhões de metros cúbicos de gás por dia e de 300 mil barris diários de petróleo. Isso é mais do que a capacidade do gasoduto Bolívia-Brasil e do que toda a produção de petróleo das Regiões Norte e Nordeste somadas.

Leia mais sobre: Petrobras

Leia tudo sobre: bacia de santosempregosenergiapetrobras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG