Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Projeto de comunicado mostra aprovação da UE a pacote econômico

Os líderes da União Européia (UE) aprovarão na reunião de cúpula de Bruxelas uma ajuda à economia do bloco por meio de um pacote de medidas que representarão por volta de 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) comunitário, segundo o projeto de conclusões do qual a la AFP obteve uma cópia.

AFP |

O pacote, equivalente a 200 bilhões de euros (260 bilhões de dólares), foi proposto pela Comissão Européia no dia 26 de novembro para conter a crise, que levou as economias do bloco à recessão.

Os 27 dirigentes da UE concordam em atuar de "forma unida, forte, rápida e decisiva para evitar uma espiral recessiva e apoiar a atividade econômica e o emprego, afirma o rascunho das conclusões que serão aprovadas nesta sexta-feira.

Uma versão inicial do comunicado final contemplava um esforço orçamentário de pelo menos 1,5% do PIB. A nova fórmula, um pouco menos ambiciosa, reflete o compromisso obtido entre Alemanha, que estava em dúvida quanto ao pacote econômico, França e Grã-Bretanha, os principais defensores do mesmo.

A chanceler alemã, Angela Merkel, não queria aprovar o pacote para manter a austeridade orçamentária e para evitar a possibilidade de ter que pagar pelos demais países, como já aconteceu várias vezes em aplicação ao princípio de solidariedade.

Entre as medidas propostas no pacote, os líderes apóiam a possibilidade, "para os Estados membros que desejarem", de reduzir o Imposto de Valor Agregado (IVA) "nos serviços de forte intensidade de mão-de-obra", assim como definir uma taxação estimulante para os produtos e serviços ecológicos", acrescenta o rascunho do comunicado.

app/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG