Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Produtores argentinos dizem que aprovação de imposto matará milhares

Buenos Aires, 8 jul (EFE).- Os produtores agropecuários da Argentina levaram hoje suas reivindicações até o Senado, onde disseram que a aprovação do projeto do Governo sobre os impostos às exportações de grãos significará a morte para milhares de produtores rurais.

EFE |

Diante das comissões do Senado que decidirão sobre o debate do projeto no plenário da casa, os líderes das quatro maiores associações agropecuárias do país expuseram seus argumentos contra as alíquotas variáveis impostas pelo Governo de Cristina Fernández de Kirchner à venda de grãos ao mercado externo.

O presidente da Federação Agrária Argentina (FAA), Eduardo Buzzi, declarou que se a iniciativa do Executivo for "aprovada tal como veio da Câmara dos Deputados", onde foi ratificada no último sábado, os senadores terão assinado "o atestado de óbito de milhares de produtores".

"Está nas mãos de vocês conseguirem remediar e corrigir o que veio da Câmara dos Deputados, algo do que não compartilhamos", afirmou o líder rural.

Por sua vez, o titular da Sociedade Rural, Luciano Miguens, pediu aos senadores "um esforço enorme" e "que encontrem uma solução, porque o campo e o país cobram isso".

O debate no Senado do projeto do Governo, que sofreu algumas mudanças em sua passagem pela Câmara dos Deputados, está previsto para o próximo dia 16. EFE nk/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG