Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Produto vencido em pet shops

Produtos com validade vencida ou sem qualquer menção da data-limite própria para o consumo ou uso. Esse foi o principal problema encontrado em boa parte dos 60 pet shops paulistanos vistoriados pela Fundação Procon-SP entre os dias 11 e 19 de agosto.

Agência Estado |

O resultado é preocupante: foram encontradas irregularidades em 38% das lojas - em 23 delas havia algum tipo de problema. Ao todo, foram constatadas 32 situações irregularidades, sendo que 17 se referiam a produtos com o prazo de validade vencido.

"Isso chamou nossa a atenção, pois respondeu por mais da metade (53,5%) do total de irregularidades constatadas", diz Paulo Arthur Goes, diretor de fiscalização do Procon-SP.

Outro problema foi a falta de informação sobre o prazo de validade dos produtos, presente em seis infrações. Para Paulo Goes, os consumidores devem prestar muita atenção no que compram nos pets shops.

"Produto cosmético vencido pode causar problemas na pele e no pêlo do animal. Já os alimentos podem causar até mesmo a morte do bichinho, dependendo do tipo do problema."

Direito à troca

Quando perceber que o produto está vencido, o consumidor tem o direito de pedir a troca do produto mesmo que só tenha observado após ter pago. Afinal, o produto é impróprio para o consumo. "Se houver dano à saúde do animal, a própria loja deve reparar os danos patrimoniais e morais do consumidor", afirma Goes.

A comerciante Vera Lúcia Cogo, de 58 anos, nunca enfrentou problemas com a ração que compra para os dez cachorros e as duas gatas que tem em casa. No entanto, já viu diversos produtos com prazo ultrapassado venda em lojas.

"Eu tomo muito cuidado. Além de conferir sempre a data de validade, só compro embalagens grandes e muito bem fechadas. Mas é comum encontrar oferta de produtos sem data de validade e até sem indicação da marca na embalagem. Alguns pet shops vendem coisas em embalagens sem informação nenhuma. Você coloca o quanto quiser, mas não tem certeza da marca ou da validade", diz Vera.

Mais problemas

O Procon detectou ainda em algumas lojas a ausência de informação sobre origem e composição dos produtos, falta de informação de preço, falta de sinalização de leitor ótico e produto sem informação em língua portuguesa.

O consumidor que constatar irregularidades pode denunciar ao Procon, pelo telefone 151. Os fornecedores poderão responder processo administrativo e podem ser multados, de acordo com o tipo de irregularidade encontrada.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG