Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Produtividade da mão-de-obra nos EUA é revista a 4,3%

A produtividade da mão-de-obra americana foi revisada para uma taxa anual de expansão de 4,3% no segundo trimestre deste ano, informou hoje o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos, quase o dobro da estimativa divulgada antes, de aumento de 2,2%. A revisão superou a previsão média de analistas, que era de aumento de 3,9%.

Agência Estado |

A produtividade é definida como a produção por unidade de trabalho. A forte revisão em alta resultou no aumento da estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre deste ano, de 1,9% para 3,3%, anunciado na semana passada. Comparada com o segundo trimestre de 2007, a produtividade cresceu 3,4%, bem mais do que a taxa média de expansão de 2,5% verificada entre 2000 e 2007.

O custo da mão-de-obra, por sua vez, uma medida importante das pressões inflacionárias, caiu a uma taxa anual de 0,5% no segundo trimestre de 2008. A estimativa anunciada antes havia sido de aumento de 1,3%. A queda foi maior que a previsão média de analistas, que era de revisão para declínio de 0,3%. Na comparação com o segundo trimestre de 2007, o aumento foi de apenas 0,6%, um indício de que a desaceleração econômica e o enfraquecimento do mercado de trabalho americano estão dificultando, para os trabalhadores, a obtenção de salários mais elevados. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG