Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Produção industrial registra retração em 12 regiões do País, informa IBGE

RIO DE JANEIRO - Entre os meses de novembro e dezembro de 2008, os índices regionais da produção industrial, ajustados sazonalmente, indicaram retração em doze dos quatorze locais pesquisados, de acordo com o levantamento divulgado nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Redação |

Minas Gerais (-16,4%), Bahia (-15,6%) e São Paulo (-14,9%) apresentaram as reduções mais acentuadas. Os demais recuos foram menores que a média nacional (-12,4%): Ceará (-4,1%), Pernambuco (-5,7%), Pará (-6,7%), Santa Catarina (-7,5%), Espírito Santo (-7,9%), Rio de janeiro (-8,2%), região Nordeste (-8,9%), Rio Grande do Sul (-10,0%) e Paraná (-11,3%).

Ainda na série com ajuste sazonal, no confronto com o trimestre imediatamente anterior, todas as regiões pesquisadas assinalaram perda de ritmo do quarto trimestre para o terceiro, refletindo os efeitos da crise financeira internacional a partir de setembro.

Segundo os técnicos do IBGE, a desaceleração é particularmente acentuada no Espírito Santo, que passa de -0,2%, no terceiro trimestre de 2008, para uma queda de 21,7%, no quarto, seguido por Minas Gerais (de 2,2% para -16,2%) e o Rio Grande do Sul (de 3,0% para -10,3%).

Em relação a dezembro de 2007, a indústria nacional recuou 14,5%, menor marca de toda série histórica, mesmo com a diferença de dois dias úteis a mais em dezembro de 2008 em relação ao mesmo período de 2007. Nessa comparação, os índices foram predominantemente negativos, à exceção de Goiás (1,1%), evidenciando o aprofundamento do ritmo de queda e um alargamento no recuo na produção.

Espírito Santo (-29,6%), Minas Gerais (-27,1%), Rio Grande do Sul (-15,5%), São Paulo (-14,5%), Bahia (-13,9%) e Santa Catarina (-10,8%) registraram recuos a dois dígitos. Os demais resultados foram: Ceará (-3,9%), Pernambuco (-6,2%), Paraná (-6,7%), Pará (-6,9%), Amazonas (-9,3%), Rio de janeiro (-9,6%) e região Nordeste (-9,7%).

Os sinais de desaceleração também ficaram evidentes no confronto do último trimestre de 2008 frente à igual período de 2007, com onze locais reduzindo a produção entre os dois períodos. Os únicos locais que sustentaram taxas positivas no quarto trimestre de 2008 foram: Pará (1,6%), Goiás (1,4%) e Paraná (1,0%).

Somente o Amazonas (0,9%) e Goiás (0,4%) registraram elevação na produção durante o período que vai de novembro a dezembro de 2008. Mesmo com a perda de ritmo, nos últimos três meses do ano, todos os locais pesquisados fecharam o ano passado com crescimento, à exceção de Santa Catarina (-0,7%) que, além dos fatores relacionados à crise, também sofreu com a chuva.

Leia também:

Leia tudo sobre: ibge

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG