A produção industrial do Japão sofreu uma forte queda em janeiro, de 10%, em relação ao mês anterior, informou nesta sexta-feira o governo.

Com o resultado de janeiro, a redução da produção na indústria japonesa atinge 30,8% nos últimos 12 meses.

A boa notícia foi o recuo na taxa de desemprego, que baixou para 4,1% em janeiro, contra 4,3% em dezembro, surpreendendo os economistas, que previam um forte aumento no índice.

Os economistas antecipavam, em média, que a taxa de desemprego atingiria 4,6% em janeiro, segundo pesquisa realizada pelo jornal Nikkei.

No final de dezembro, o Japão somava 2,77 milhões de desempregados, uma alta de 8,2% em relação ao ano precedente, para uma população ativa de 65,69 milhões de pessoas, segundo o governo.

roc/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.